Agosto Lilás: Servidores da Secretaria de Educação participam de evento sobre o combate à violência contra a mulher

Ação é uma parceria da Semed com a vereadora Roberta Beltrão com

Texto: Leila Cristhina/ Foto: Semed

O auditório Professora Elizette de Jesus Santos foi palco de emocionantes relatos sobre os direitos e os tipos de violências que existem  contra a mulher. O evento em alusão ao Agosto Lilás aconteceu nesta quarta-feira (23) no Instituto Federal de Alagoas (IFAL) campus Coruripe e foi uma iniciativa da vereadora Roberta Beltrão em parceria com a Secretaria de Educação de Coruripe (Semed).

A vereadora vem buscando promover a conscientização e aprofundar ações e debate no tema violência contra a mulher e tem se destacado com seu trabalho acerca desta temática. A dimensão envolvida está também no fato de ser a única mulher da Casa e ser representante exclusiva do público feminino.

“Momento de fortalecimento e conscientização no combate à violência contra mulher, que a cada dia cresce. E como mulher, cristã e vereadora que representa as mulheres do nosso município, me sinto na responsabilidade de lutar pelo bem comum das mulheres e suas famílias. Sabemos que junto de uma mulher agredida, tem uma criança que tem traumas que levam para toda vida, por ter presenciado atos de violência dentro da própria família”, ressaltou Roberta Beltrão.

Gestão, coordenação escolar e equipe técnica da Semed receberam um ciclo de palestra dividido em dois momentos. Para o público feminino: Enfrentamento à Violência Doméstica e Familiar contra Mulher com a advogada Ignácia Cardoso com o tema: Por que não vão embora?

Na apresentação uma surpresa, uma mulher vítima de abuso deu seu testemunho, foi Adla Maria, deputada federal (suplente) pelo Distrito Federal. “É sempre importante salientar o combate à violência contra a mulher e sobre o quanto as mulheres tem o poder em suas mãos para alcançar o que deseja”, justificou.

Seguindo as atividades a cabo da Polícia Militar, Priscila Santa Cruz da patrulha Maria da Penha abordou situações recorrentes à violência contra mulher. O público masculino recebeu o Cabo Helder da Silva Cabral, que conduziu o tema Violência Doméstica, enfatizando os casos de violência e informações importantes para todos cidadãos. Nas duas ações teve abordagem do projeto Juntos por Elas, criado em Alagoas pela Patrulha Maria da Penha.

A proposta do projeto é evitar a reincidência por parte dos ex-agressores, enquadrados na Lei Maria da Penha (11.340/2006), como forma de auxiliar na conscientização dos mesmos, partindo de uma perspectiva humanizada.

Dentro do evento uma apresentação do Programa Integração Social da AABB Comunidade Coruripe nos dois momentos com a peça: Parem de Nos Matar, chamando atenção para a temática.

Sobre o Agosto Lilás

A escolha do mês de agosto tem relação com a data de sanção da Lei 11.340/2006, conhecida como Lei Maria da Penha, que completou 17 anos no dia 7 de agosto de 2023. O propósito é dar visibilidade ao tema e ampliar os conhecimentos sobre os dispositivos legais existentes. Outra função é auxiliar as mulheres que sofrem agressões, esclarecendo dúvidas sobre as diversas formas de violência, e orientando sobre os direitos que elas têm e a necessidade da equidade de gênero.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP