CSA leva pressão do Remo, cede empate e perde nos penaltes

O CSA perdeu para o Remo, nos pênaltis, por 6 a 5, e foi eliminado da Copa do Brasil, em jogo na noite desta terça-feira (13), no Estádio Rei Pelé, válido pela 2ª fase da competição. O gol do Azulão foi marcado por Dellatorre, no 1º tempo; e o Remo empatou com Anderson Uchôa, na 2ª etapa. Nas cobranças das penalidades, para decidir quem avançaria de fase, todos os dois times acertaram as suas cinco respectivas cobranças. E nas cobranças seguintes, o CSA perdeu com Vitor Costa, enquanto o Remo acertou com Wallace. No geral das penalidades: 6 a 5.

Além da vaga na terceira fase da competição, o Remo vai embolsar a cota de R$ 1,7 milhão por ter avançado de fase. E o próximo adversário do time paraense na competição será conhecido após a realização de um sorteio pela CBF. Vale lembrar que nesta 3ª fase os confrontos serão disputados em jogos de ida e volta.

Agora fora da Copa do Brasil, o CSA volta as atenções para o Nordestão. No sábado (17), já volta a campo, contra o Fortaleza, no Castelão, às 16h. E o Remo tem jogo pelo Paraense, no domingo (18), no Zinho de Oliveira, às 16h, contra o Águia de Marabá.

Primeiro Tempo

CSA fez o gol no tempo normal com o atacante Dellatorre – Foto: Ailton Cruz

O CSA começou mal a partida, o Remo era melhor e teve a primeira chance, aos 7 minutos. Felipe Gedoz recebeu livre, levantou na área, tentando achar Renan Gorne, mas a bola ficou nas mãos de Darley.

Chagando aos 10 minutos, o CSA tinha a posse de bola no campo de defesa e demorava na saída do jogo, pois tinha dificuldade de passar pelas linhas de marcação do Remo, que teve boa chance aos 18 minutos, quando Vinícius lançou a bola com perfeição, Dioguinho recebeu de Renan Gorne e arriscou, obrigando Darley a espalmar a bomba.

O CSA começou a botar pressão, sair mais para o ataque e, aos 21 minutos, tentou com Marco Túlio. Ele chutou da frente da área, mas Vinícius encaixou no meio do gol. Aos 24min, Gabriel tentou achar Dellatorre na área, mas a bola foi muito longa.

Aos 30min, foi a vez do Leão. Lucas lançou Marlon pela esquerda, ele cruzou na medida para Felipe Gedoz chutar colocado, mas o goleiro do CSA defendeu. Aos 35min veio o gol do Azulão. Na primeira chance de Dellatorre, o goleiro Vinícius saiu mal, não chegou na bola e o atacante azulino só fez antecipar e bater no gol vazio: 1 a 0.

Aos 44min, o CSA levou um susto. Renan Gorne ficou com a bola na saída de jogo errada azulina, rolou para Lucas Siqueira, que bateu colocado, mas longe da meta. O árbitro deu 2 minutos de acréscimos e encerrou a primeira etapa, aos 47 minutos.

Segundo Tempo

Remo chegou ao empate no segundo tempo, com Anderson Uchôa – Foto: Ailton Cruz

No 2º tempo, chegando aos 10 minutos, o panorama era esse: o Remo com muitos erros ofensivos e o CSA só no campo de defesa, esperando a chance para matar o jogo em algum contra-ataque. Aos 14min, em cobrança de falta, Marco Túlio pegou distância, soltou a bomba, vendo Vinícius fazer uma grande defesa.

O Remo passou a apertar o Azulão, que só se defendia. Aos 20 minutos, Marlon bateu e escanteio, a bola ficou viva dentro da área, mas a zaga azulina afastou. O time paraense era melhor e, aos 28 minutos fez o gol de empate. Anderson Uchôa, que estava sumido no jogo, arriscou de longe e contou com o gramado para enganar Darley – que falhou feio – e deixar tudo igual no Rei Pelé: 1 a 1.

Para piorar a situação do CSA, aos 36 minutos, o volante Geovane foi expulso. Ele recebeu de costas, abriu demais o braço, acertando o cotovelo do jogador do Remo e o árbitro aplicou o cartão vermelho direto.

O duelo se aproximava dos 40 minutos e se encaminhava para os pênaltis, a fim de decidir o time classificado à 3ª fase. O árbitro decretou cinco minutos de acréscimos à segunda etapa, que foi finalizada aos 50 minutos, com o empate por 1 a 1 e levando a decisão para os pênaltis.

CSA – Darley; Norberto, Matheus Felipe, Lucão e Vitor Costa; Geovane, Gabriel e Aylon (Silas); Pimpão (Silvinho), Marco Túlio (Bruno Mota) e Dellatorre (Iury). Técnico: Mozart.

Remo – Vinícius; Welington Silva, Rafael Jansen, Fredson (Mimica) e Marlon; Uchôa, Lucas Siqueira (Renan Oliveira) e Felipe Gedoz e Dioguinho (Wallace); Lucas Tocantins (Gabriel Lima) e Renan Gorne (Edson Cariús). Técnico: Bonamigo.

Árbitro – Jean Pierre Gonçalves Lima (CBF-RS).

Auxiliares – Leirson Peng Martins (CBF-RS) e Lucio Beiersdorf Flor (CBF-RS).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP