CSA tem vitória importante que ‘assegura’ sua permanência na B e lhe dá o passaporte para brigar pela A

Nadson foi o dono do jogo contra o Oeste: fez um gol e participou de outro – Foto: Augusto Oliveira – ASCOM CSA

Vitória importantíssima , vitória que faz o CSA praticamente assegurar sua permanência na Série B do Campeonato Brasileiro. Mas foi um jogo onde o CSA não fez uma partida brilhante. No primeiro tempo ele teve maturidade para construir no momento certo, não se afobar, não se desorganizar com a boa marcação implementada pelo Oeste.

O CSA tentava o jogo de circulação da bola, de ultrapassagem com Yago ou a jogada do um para um com Rone mas até os 30 minutos, as coisas pouco funcionaram. Até que após os 30 minutos, o CSA conseguiu aquele momento que ele procurava. Bola no Pimpão, que domina e faz o cruzamento procurando o Pedro Lucas e dentro do modelo implementado pelo Mozart Santos, trás uma caracterísitca do Yago se apresentar na área, chamando atenção dos zagueiros, no outro lado Nadson atacou espaço, cabeceou tirando do goleiro, mas tirou muito pois a bola iria para a linha de fundo. O zagueiro Mauricio tentou cortar, cortou mal, colocou contra a própria meta e fazendo um gol contra e abrindo o marcador para o CSA.

O Oeste sentiu o gol e logo após a saída de bola, o zagueiro Mauricio errou um passe, Pedro Lucas dominou e se ele ameaça chutar e passa para o lado, Nadson entra sozinho com o goleir, mas Pedro opta por finalizar e desperdiça a oportunidade. Dois minutos depois, aos 34, o Oeste tenta sair de maneira sustentada, onde você traz um volante, abre os zagueiros e projeta os laterais e o lateral Caetano, que era um zagueiro improvisado pelo lado, erra, a bola sobra para Nadson que corta o zagueiro e toca na saida do goleiro para fazer o segundo do CSA. Era o último lance contundente e o CSA desde para o intervalo com 2 a 0.

Roberto Cavalo trouxe três mudanças para o segundo tempo: dinâmica e Oeste voltando ao jogo Imagem: Tatical PAd – Marlon Araújo

O tempo final teria uma característica diferente com as mudanças feitas pelo técnico Roberto Cavalo. Yuri deu mais dinâmica no meio e Salomão, que é lateral de origem, deu mais fluidez pelo lado, além de Bruno Alves que chega para intensidade. Logo no começo, após uma bola alçada na área, Maurício se redime e de cabeça marca, colocando o Oeste no jogo.

Rodrigo Andrade entrou no jogo e passou a atuar lado a lado com Geovani: mudança diminuiu o espaço que Geovane precisa percorrer e impediu infiltrações do Oeste – Imagem: Tatical Pad – Marlon Araújo

Mozart Santos dá a resposta com mudanças na sua equipe, mas não apresenta tanta funcionalidade. Mesmo assim, o CSA consegue segurar o resultado e vencer o jogo. O time foi premiado pela eficiência no primeiro tempo e pela entrega após o time paulista crescer na partida.

Garçom da partida: Léo Ceará (Oeste)

Melhor treinador: Mozart Santos (CSA)

Craque do jogo: Nadson (CSA)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP