De virada, Juventude bate CRB na estreia da Série B do Campeonato Brasileiro

CRB enfrentou o Juventude na manhã deste sábado (8), na estreia da Série B do Campeonato Brasileiro em 2020. A partida ocorreu no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, e o Ju venceu o Regatas por 2×1, com gols de Renato Cajá e Breno; Léo Gamalho balançou as redes pelo time alagoano.

Veja como foi o jogo em Tempo Real!

O Galo começou a partida em cima, tanto que abriu o placar no primeiro minuto. Apesar disso, o Juventude não ficou atrás e correu atrás do empate. O time gaúcho conseguiu neutralizar o CRB, principalmente nas laterais, e reverter o placar na segunda etapa.

Após uma sequência pesada de jogos pelo Alagoano, o CRB entrou sem quatro reservas. Além deles, alguns jogadores também demonstraram cansaço em campo. Xandão, que entrou no lugar de Gum, não fez uma boa atuação, o que foi decisivo nos dois gols que o alvirrubro tomou.

Falhas da arbitragem

Em lance polêmico, o árbitro não marcou um possível pênalti em Bill, atacante do Galo, em jogada com Gabriel Bispo, do Juve. Além dessa ocasião, o zagueiro Ricardo ainda chegou a marcar, mas o assistente assinalou impedimento.

Em ambos os lances, o comentarista de arbitragem do Grupo Globo, PC de Oliveira, afirmou que as marcações da arbitragem foram equivocadas.

Próximos jogos

Na próxima rodada, o CRB enfrenta o Oeste, no estádio Rei Pelé, na quarta-feira (12), às 17h. Já o Juventude entra em campo um dia antes, contra o Sampaio Correia, no Castelão, às 19h15.

Primeiro tempo

Não deu tempo para respirar, pois o CRB abriu o placar no primeiro minuto de jogo. quando Diego Torres achou Erik pela esquerda. O atacante do Galo cruzou na segunda trave e Léo Gamalho, nas costas da zaga, mandou de cabeça para o fundo das redes, sem chances para Carné.

Léo Gamalho fez o gol do Galo no primeiro tempo

FOTO: LUCA ERBES/FUTURA PRESS

 

O Juventude, jogando em casa, não queria ficar atrás do placar e partiu para cima da equipe alagoana. Até que aos 9 minutos conseguiu um pênalti. Helder cruzou na área, Dalberto cabeceou e a bola bateu no braço de Xandão. Daí Renato Cajá pegou a redonda e partiu para a cobrança, mas, assim como aconteceu na semifinal do Campeonato Alagoano, a estrela de Victor Souza brilhou e ele evitou o empate.

Aos 15′, o Juventude voltou a pressionar. Pela esquerda, Breno cruzou para Dalberto, que ganhou de Xandão, mas acabou errando o alvo e perdendo uma grande oportunidade. A partir daí, o time gaúcho passou a cercar o CRB, já que precisava do placar. Aos 21 minutos, Renato Cajá cobrou falta na área e Marciel desviou, só que para fora.

Antes da parada técnica, ainda deu tempo de o Juventude chegar mais uma vez com perigo. Gabriel cobrou falta direto no gol e assustou o goleiro Victor Souza, aos 28 minutos.

Pressionando, o time gaúcho chegou ao empate ainda na primeira etapa. Aos 34′, quando Helder mandou na área, a defesa do CRB afastou e, no rebote, Renato Cajá mandou um chute de muito longe, que resvalou em Xandão e tirou Victor Souza da jogada. Assim, tudo igual na partida.

O Juventude continuou pressionando mesmo após o empate e conseguiu neutralizar o CRB, que recuado, buscava surpreender com jogadas pelas laterais.

O Galo ainda tentou, aos 48′. Magno Cruz puxou um contra-ataque, tocou para Diego Torres, que acionou Erik. O atacante deixou o goleiro do Juventude no chão, mas perdeu o tempo de bola. Léo Gamalho estava sozinho e ficou na bronca com o companheiro.

Segundo tempo

Na segunda etapa, quem iniciou com tudo foi o Juventude. No primeiro minuto, Breno passou por três defensores do CRB e mandou um chutão. Victor Souza fez uma bela defesa e mandou

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP