Mais nove mortes por Covid são registradas nas últimas horas em Alagoas

Alagoas tem oficialmente 110.572 casos confirmados e 2.602 óbitos provocados pelo novo coronavírus. Nesta sexta-feira (15), o Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) confirmou mais 460 infectados e nove mortes. Mais de 2,8 mil estão em isolamento domiciliar; 104,7 mil recuperados da doença e há 8.772 casos em investigação laboratorial.

Os casos confirmados de pessoas com a Covid-19 estão distribuídos nos 102 municípios alagoanos e apenas São Brás não tem óbitos confirmados de Covid.

“Em relação ao quadro total de óbitos em Alagoas, estão confirmados 2.602 óbitos por Covid-19, mas, oito deles, eram de pessoas residentes em Pernambuco, São Paulo, Santa Catarina e Bahia, tendo como vítimas seis homens e duas mulheres. Dos 2.594 óbitos de pessoas residentes em Alagoas, 1.453 eram do sexo masculino e 1.141 do sexo feminino. Eram 1.153 pessoas que residiam em Maceió e as outras 1.441 moravam no interior do Estado”, diz trecho do boletim.

Quatro das nove mortes informadas nas últimas horas eram vítimas que residiam em Maceió e cinco do interior do Estado. Os pacientes de Maceió eram três mulheres de 69, 70 e 90 anos e um homem de 81 anos.

“A mulher de 69 anos era diabética, hipertensa, cardiopata e morreu no Hospital Veredas, em Maceió; a mulher de 70 anos, tinha cardiopatia e morreu no Hospital da Unimed, em Maceió; a mulher de 90 anos, era diabética, tinha doença cardiovascular e também morreu no Hospital da Unimed, Maceió; e o homem de 81 anos, não tinha comorbidades e morreu no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió”, informa a Sesau.

Em relação às vítimas que residiam no interior do Estado, eram quatro mulheres, uma de 36 anos, outra de 61, 73 e 80 anos e um homem de 86 anos. “A mulher de 36 anos, residia em Flexeiras, tinha hidrocefalia e epilepsia e morreu no Hospital da Mulher (HM), em Maceió; a mulher de 61 anos, morava em Palmeira dos Índios, era hipertensa, diabética e morreu no Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca; a mulher de 73 anos, morava em Arapiraca, era hipertensa, diabética e morreu no Hospital Regional de Arapiraca; a mulher de 80 anos, morava em Anadia, não tinha comorbidades e morreu no Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca; e o homem de 86 anos, residia em Girau do Ponciano, era obeso e morreu também no HEA, em Arapiraca”, diz a Sesau.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP