Municípios de Alagoas endurecem regras para funcionamento de feiras livres

Preocupados com a saúde da população diante do avanço do Covid-19, vários prefeitos estão endurecendo os decretos municipais que regulam a realização de feiras livres. Desde o início da pandemia, a Associação dos Municípios de Alagoas (AMA) emitiu nota técnica recomendando uma série de cuidados, baseada no decreto governamental.

Os gestores reconhecem o momento difícil na economia e a queda na arrecadação, sabem a importância que elas têm para movimentar o comércio local e abastecer a população. Desde o início atenderam as recomendações voltadas para higiene e distanciamento, mas, mesmo assim, muitos insistem em desrespeitar as normas, exigindo regras mais rígidas.

No primeiro momento, quando os casos ainda não tinham avançado tanto para o interior, a AMA recomendou  aos gestores manter 2 metros de distância mínima entre barracas; permitir somente vendas de alimentos de primeira necessidade, como cereais, carnes aves, peixes, frutas e verduras; evitar feirantes oriundos de outros municípios; manter controle de acesso aos mercados e feiras com equipe da vigilância sanitária, além de  manter atenção especial às medidas de higiene.

Nas cidades, prefeitas e prefeitos instalaram locais para higienização das mãos, distribuindo sabão, álcool gel e máscaras entre feirantes e população.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP