Nos pênaltis, CSA vence CRB e conquista seu 40º título do Alagoano: 1×1 (4×3)

O futebol de Alagoas tem dono, tem um novo campeão! Depois de 90 minutos e mais os acréscimos dados à partida, o dono da taça do estadual foi conhecido por meio da cobrança de pênaltis. E este campeão é o CSA, que venceu o arquirrival CRB, por 4 a 3, nas penalidades, depois de um empate por 1 a 1 no tempo normal. Assim, o Azulão conquistou o seu 40º título alagoano.

A partida decisiva foi disputada na tarde deste sábado (22), no Estádio Rei Pelé, ainda sem a presença do grande público, por conta da pandemia da Covid-19. O gol do CSA foi do artilheiro Bruno Mota, deixando registrado o seu nono tento no Alagoano, aos 26 minutos da etapa inicial. Já o Galo fez o dele com Hyuri, aos 2 minutos do 2° tempo.

Nos pênaltis, Lucão, Romão e Diego Torres fizeram para o CRB; e Pimpão, Gabriel, Tonini e Silvinho marcaram os gols do CSA. Perderam as cobranças Jean Patrick e Jiménez (CRB), e Matheus Felipe (CSA). Clique aqui para ver o Tempo Real

Antes de a bola rolar, um belo momento foi quando o Hino Nacional Brasileiro foi cantado por Fernanda Guimarães, ao som de violão e violino.

Detalhe interessante é que esse foi o quarto jogo do técnico azulino, Bruno Pivetti, no comando do CSA. Ele que chegou recentemente ao Azulão e foi até acometido pela Covid-19, antes de estrear, na semifinal (ida) contra o CSE. Esta foi a primeira decisão de Pivetti comandando um clube do Nordeste. Em 2020, o treinador conquistou a Recopa Mineira

Agora, comemorações à parte, as duas equipes vão se concentrar na estreia pela Série B do Brasileiro. O CSA vai estrear na próxima sexta-feira (28), às 21h30, contra o Náutico, nos Aflitos, em Recife-PE. E o CRB vai estrear um dia depois, no sábado (29), contra o Remo, às 16 horas, no Rei Pelé.

 

Diego Torres foi um dos personagens mais importantes do CRB na partida – Foto: Ailton Cruz

No primeiro tempo, o CSA teve maior volume de jogo. E o primeiro lance de perigo quem proporcionou foi justamente o time azulino. Aos 6 minutos, após belo lançamento pelo meio, Norberto cruzou, mas ninguém do Azulão pegou e a zaga alvirrubra afastou. Aos 12 minutos, de novo o Azulão. Geovane recebeu a bola livre de marcação, arriscou de fora da área, mas mandou à direita do gol do CRB, em tiro de meta.

Aos 14 minutos, foi a vez de o Galo tentar: Luidy avançou pela esquerda do CRB, tentou a inversão para Diego Torres, mas errou o passe e a bola saiu pela linha de fundo. O jogo passava dos 15 minutos e o CSA não tinha conseguido chegar perto do gol regatiano. O jogo tático do Azulão passava por muitos passes e a defesa regatiana conseguia se antecipar.

Aos 20 minutos o time azulino chegou. Depois de sofrer uma falta dura, Marco Túlio deixou para Nadson cobrar na medida, dentro da área, mas o cabeceio no gol não deu certo, pois saiu com força. O CRB respondeu aos 22 minutos. E com perigo. Hyuri avançou em velocidade pela direita, entrou em diagonal e chutou direto, porém, impiedosamente, a bola foi na trave. Uma grande chance perdida pelo Galo.

Artilheiro Bruno Mota festeja o seu gol na partida, o nono dele no Alagoano – Foto: Ailton Cruz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP