Agricultura é o ponto chave da reforma administrativa de Renan Filho

O governador Renan Filho sinalizou que faria (fará?) uma reforma administrativa “pontual” no seu governo no começo deste ano.

Até o momento mudou a Segurança, que agora está sob comando de Alfredo Gaspar de Mendonça. A expectativa é que as mudanças avancem para outras pastas, a começar pela Ciência e Tecnologia, que está com Rodrigo Rossiter como interino desde a desincompatibilização de Cecília Rocha, atual prefeita de Atalaia.

Rodrigo ficou sem padrinho (os Canutos já avisaram que a Pasta não está mais na sua cota) e mesmo assim o governador Renan Filho ainda não fez a nomeação esperada para a Secti. A especulação inicial era de que o novo secretário seria Adeilson Bezerra.

Outras secretarias estão com interinos a espera de confirmação ou de nomeação de noto titular. Esse é o caso Secretaria de Esportes (Selaj), desde a desincompatibilização de Claudia Petuba, que não conseguiu se eleger vereadora em Maceió.

Outras pastas têm sido citadas como prováveis de entrar na reforma. Entre elas Seprev e Educação.

Mas ao que parece a reforma travou em função de uma situação inesperada. Depois da eleição de novembro, o deputado federal Marx Beltrão pediu ao governador Renan Filho para nomear o irmão dele, Maykon, derrotado na disputa pela prefeitura de Coruripe, para a Secretaria de Agricultura.

Atualmente, quem está a frente da Seagri é João Lessa Neto, que já foi secretário de Ação Social de Renan Filho. Lessa está na cota política de Marx e é considerado um bom quadro do governo. Além disso conseguiu reativar algumas ações e lançar novos programas na Seagri, a exemplo do Agro Mais Perto.

O plano A era nomear Maykon com Lessa de adjunto. O problema é que o atual secretário já avisou que não aceita o arranjo. Se afastado do cargo, deve deixar o setor público e se dedicar a atividades no setor privado.

A posição do secretário parece ter tornado a Agricultura no ponto chave da reforma administrativa neste momento.

Já tem até informações circulando nos bastidores que a Agricultura poderá ir para a cota pessoal do governador Renan Filho ou de outro deputado federal. Nesse caso, Maykon poderia ser nomeado para outra Secretaria. Nesse caso, a mudança pode até acontecer, mas com um resultado completamente inesperado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP