Expectativa, próximo decreto pode manter Alagoas na fase vermelha

A previsão é de que nesta quinta-feira, 10, o governador Renan Filho (MDB) atualize o decreto estadual que disciplina as medidas de combate à pandemia em Alagoas. Ainda não se fala em prorrogação, como aconteceu no mês passado, mas o secretário de Saúde, Alexandre Ayres, já sinalizou que não há brecha para flexibilização. Como adiantou o jornalista Ricardo Mota em seu blog no TNH1as regras atuais devem continuar durante todo o mês de junho, no mínimo. Com isso, dificilmente haverá algum tipo de retomada no comércio.

Por que não deverá haver flexibilização

Surpresa seria se o alagoano tivesse expectativa de afrouxamento das regras neste momento, quando o cenário aponta para a manutenção da pandemia. Por mais que se compreenda que de um lado o setor produtivo e toda a cadeia de trabalhadores penam com as limitações de funcionamento – a crise é tão real quanto a pandemia – de outro os números da Covid-19 em Alagoas não dão trégua. Basta acompanhar as manchetes do noticiário:

Mortes e novos casos de Covid-19 estão no patamar mais alto, informou também o Blog do Ricardo Mota na última segunda-feira, 7, trazendo os números do final de semana, encerrado com péssimas notícias. “O número de mortes voltou ao patamar de 20 por dia e o número de casos ultrapassou, mais uma vez, 1000/diárias (1.117, oficialmente).”, alerta Mota. (leia matéria na íntegra).

Pandemia em descontrole. A constatação é da Universidade Federal de Alagoas, por meio do Observatório Alagoano de Políticas Públicas Para Enfrentamento da Covid-19, que tem se destacado na importante tarefa de sistematizar os números da pandemia no estado. Em seu último relatório, o observatório apontou que entre os dias 30 de maio e 06 deste mês, houve aumento de 5% dos casos confirmados da doença. As mortes se mantêm em um nível alto já há quatro semanas. (leia matéria completa).

O que está em vigor?

Com a previsão de que as coisas devam “continuar como estão” por enquanto, é importante não relaxar, usar máscara e conhecer o funcionamento do comércio e afins para evitar aglomeração. Relembre as principais regras do último decreto:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP