Lisca avalia como bom, mas não o ideal resultado contra o Verdão.

Lisca durante Palmeiras x América-MG — Foto: João Zebral/América-MG

Lisca durante Palmeiras x América-MG — (Foto: João Zebral/América-MG)

Técnico admite que gol do Palmeiras no fim do primeiro tempo abalou confiança, mas destaca poder de superação do Coelho em meio a desfalques e maratona.

Nos primeiros 90 minutos da semifinal da Copa do Brasil, jogando em São Paulo e com desfalques, o América-MG empatou por 1 a 1 com o Palmeiras e, na próxima quarta-feira, precisa de uma vitória simples, em casa, para ir à grande decisão. À primeira vista, o resultado é excelente. Lisca, porém, o considera apenas “bom”, especialmente pelo vacilo do Coelho no gol marcado pelo Palmeiras, no fim do primeiro tempo, após cruzamento em um arremesso lateral.

“Conseguimos levar um bom resultado, o empate. Não o ideal, até porque saímos na frente, e pela maneira que tomamos o gol. Mas um resultado que deixa o jogo aberto. O primeiro tempo foi em São Paulo, e agora vamos para o segundo tempo, quarta, no Independência” – Lisca.

– Cumprimentar o grupo pela valentia, pela entrega, poder de superação. Não é segredo pra ninguém que estamos com alguns desfalques de jogadores importantes, como o Diego (Ferreira), João Paulo, Zé (Ricardo), Alê. O Felipe (Azevedo) saiu com menos de 25 minutos. De 10 jogadores de linha, são cinco que vinham jogando mais e que a gente não pôde utilizar, e o grupo manteve um padrão.

Antes do jogo da volta contra o Palmeiras, a maratona segue com o compromisso da Série B, no fim de semana: jogo contra o CRB, às 18h30 (de Brasília), amanhã, no Independência, pela 31ª rodada. Depois, a chave volta a ser virada para o torneio de mata-mata e para o dia 30, quando o América pode, mais uma vez, fazer história.

Blog com ge.globo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP