Sistema prisional: Cursos profissionalizantes dão nova perspectiva a reeducandos

A educação é um agente transformador e, por meio de parcerias com instituições de ensino, a Secretaria da Ressocialização e Inclusão Social (Seris) tem oportunizado essa transformação. Nesse sentido, mais turmas de acesso a cursos profissionalizantes estão sendo ofertados no sistema prisional. Desta vez, reeducandos do Núcleo Ressocializador da Capital e do regime semiaberto participam de cursos ofertados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).

Desenhista técnico de edificações, instalador de acessórios automotivo e eletricista de rede são os cursos em andamento. A assessora técnica de ensino da Seris, policial penal Jaciara Tenório, explica que a parceria entre a Seris e o Senai é antiga e tem gerado bons frutos. “O Senai disponibilizou vários cursos, e os reeducandos escolheram os que mais lhes chamaram a atenção. Foram vagas ilimitadas, de acordo com nossa demanda estrutural. Atualmente, temos três turmas no Núcleo com capacidade limitada, justamente em razão da necessidade de distanciamento social”, explica Jaciara.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP